Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Dá para pensar, não dá?

por António Canavarro, em 16.04.19

57190398_2324272094453724_974412394518282240_n.jpg

A minha mulher é francesa. E os da casa são sempre os últimos a irem visitar os seus monumentos. É uma questão de proximidade.

Um dia, numa tarde fria de domingo fomos, com um casal amigo de Lisboa, à missa à Notre Dame. E a certa ocasião, não me recordo bem porquê - seria no "beijo da paz", o celebrante veio ter connosco e perguntou da nossa proveniência: "somos portugueses", e ele, com uma esbelta figura - não sei se seria à época o Arcebispo de Paris, riu-se: "eu também sou um bocadinho português..." Chamava-se Ornelas. Era descendente de madeirenses.

Disse então: "Aproveitem bem a vossa estadia, vejam a beleza desta catedral, porque nem todas as igrejas -templos – são eternas." Tinha razão!
Por outro lado, o acontecimento trágico de ontem fez recordar o que li em "Toda a história do Mundo - Da pré-história à actualidade, editado pela Teorema há dez anos, e me faz estar com a pele em galinha: “ Sublinhemos que as ruínas não são «naturais». Pensa-se, com frequência, que as ruínas são o resultado da usura do tempo. Mas não é assim. Enquanto uma civilização está viva, trata dos seus monumentos. (…) A Notre-Dame foi construída há sete séculos e parece «como nova». Os monumentos são eternos quando alguém os repara. Na Notre-Dame há sempre um andaime. No dia em que a catedral cair, isso quer dizer que a nossa civilização terá desaparecido." 

Porém, e como nos disse um cientista francês, "como nada se perde, tudo se tranaforma" - e os franceses tem orgulho q,b, um dia ela estará ai, aberta a recber crentes e turistas!

P.S. - Foi para salvar a Notre Dame o que motivou Victor Hugo a escrever "O Corcunda de Notre Dame"

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:31

Chega, basta (STOP)

por António Canavarro, em 12.04.19

Da minha parte Basta mesmo! Basta de tanto populismo!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:35

A propósito da filosofia e da vossa justiça

por António Canavarro, em 11.04.19

o-pensador-de-rodin-og.jpg

Nunca fui, nos velhos tempos, um grande estudante, de filosofia. Até ao dia - no 12º ano - em que que um Homem, mas não me recordo do seu nome (deve ser da idade) me abriu os olhos para ela, a ciência, que como Luc Ferry, antigo ministro da educação francesa - numa obra para leigos (Temas & Debates / Círculo de Leitores) - intitulou de "Saber viver". E olhem que não é prosápia nenhuma, ele está coberto de razão.

Estará?

Outro filósofo francês, Gilles Deleuze (1925 -1995) e em companhia de um autor que não me recordo o nome escreveram que a filosofia - li isto num livro sobre arte - é "a ciência que cria conceitos". Recordo, também, Espinoza quando escreveu que "o conceito de cão não ladra"! E de facto, n´ã ladra, nem o gato mia...

Ora isto vem a propósito, e é um convite meu aos nossos leitores, e supondo que me lêem que a de facto, a filosofia cria conceitos e não cria os conceitos.

O que vos parece esta minha observação!

Digam de vossa justiça. É bom, e á boleia de do Pensador de Rodin, pensar bem, porque talvez nos ajude a "Saber viver"!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:18

É verdade, sim senhor

por António Canavarro, em 01.04.19

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:24

Verticalidade e trauma

por António Canavarro, em 22.02.19

Colagem sem título.jpg

Hoje morreu o Arnaldo de Matos. Faço a referência ao seu desaparecimento porque "o grande educador da classe operária", mesmo que não gostando do seu estilo e muito menos do que defendia, ele sempre foi o que foi. De de certa forma foi um político vertical. Faço a referência porque, à luz do tempo que passa, este “menino rabino que pinta paredes” é uma Avis Rara. Ele não tinha medo em defender os seus ideais! Ou seja, no inverso  do que acontece com certas pessoas que dão a cara por partidos de direita.  Porque razão veio Paulo Rangel, candidato às eleições do PSD ao Parlamento Europeu, em entrevista ao Expresso, afirmar “que nunca disse que era de direita, e, sobre questões fundamentais, pensa o mesmo que a esquerda.”? Se calhar, e tal como avança João Miguel Tavares, ser de direita ainda é um trauma português!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:07

Escrito na pedra

por António Canavarro, em 20.01.19

"As pessoas só aceitam a mudança quando se encontram face à necessidade,
e só reconhecem a necessidade quando há uma crise."
Jean Monnet [1888–1979]

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:30

O bipolar

por António Canavarro, em 19.01.19

centeno.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:15

A bela adormecida

por António Canavarro, em 18.01.19

psd.png

“A minha iniciativa teve um efeito inegável: acordou um gigante adormecido que é o PSD. Estou convencido que nada vai ficar como antes, na mesma, estou convencido de que o PSD, mais do que nunca, se vai concentrar em garantir a sua unidade interna, em garantir ao país uma oposição firme efectiva e que possa dar corpo ao descontentamento que se sente na sociedade portuguesa, e um PSD concentrado em apresentar ao país uma alternativa política forte, capaz de o levar a uma terceira vitória nas eleições legislativas”.

Luís Montenegro 18/01/2019

Não sei se o PSD acordou. Duvido. Uma coisa é certa: Montenegro vai ter direito a uma "imensa soneca"!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:45

Viver ultrapassa qualquer entendimento

por António Canavarro, em 10.12.18

Se fosse viva, Clarice Lispector, faria hoje 98 anos. Faço a referência à escritora brasileira de origrem ucraniana, porque, e não obstante as confusões que o mundo enfrenta, "viver ultrapassa qualquer entendimento"! 

"Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento."

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:17
editado por Maria Teixeira Alves a 8/1/19 às 00:51

A crónica de um suposto funeral

por António Canavarro, em 05.12.18

As pessoas, à boleia deste "youtuber", andam alarmadas. Dizem que se trata do fim da Internet e das redes sociais. São os efeitos dos artigos 11 e 13 , de uma directiva europeia "relativa aos direitos de autor no mercado único digital".

Marisa Matias, eurodeputada do Bloco de Esquerda, disse mesmo que promove a censura: "a censura naquilo que consideramos ser um espaço de liberdade (...). Como as plataformas e as redes sociais não querem ser responsabilizadas por deixar passar conteúdos protegidos, o que fazem é apertar cada vez mais a circulação livre, ao ponto de não incluir conteúdo de terceiros. É um ataque aquilo que são os direitos dos utilizadores. Somos todos vítimas”.

Do meu ponto de vista, é uma evidência que a "propriedade intelectual" no " mercado único digital" não está   regulamentada. E todos nós, mesmo que inadvertidamente, ao partilharmos algo, estamos ferir os direitos de autor. É, mesmo, o que acabo de fazer postando este vídeo. Mas partindo deste pressuposto para o "enterro" da Internet e das redes sociais é pura ficção cientifica. É, por outro lado, não entender a história das tecnologias, ou seja: porque quando a tecnologia abre janelas –  e foi assim desde a criação da roda – ninguém as conseguirá fechar!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:13



Bloggers convidados

António Canavarro

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D




Links

Blogs e Jornais que sigo

  •