Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O dito e o não dito.

por António Canavarro, em 17.01.17

 

 

Roland Barthes, escritor, sociólogo, crítico literário, semiólogo e filósofo francês, num texto intitulado “Da palavra à escrita” (PUF, 1974), argumentou que “a escrita não é forçosamente o modo de existência do que é escrito”. Até porque, como argumenta, perdemos “uma inocência”.Barthes tem razão:há sempre quem recorde, e sempre nas piores ocasiões, uma palavra dita. Ou seja, porque razão os sociais-democratas, e de um momento para o outro dão o dito pelo não dito, aliando-se à extrema-esquerda na redução da Taxa Social Única?

Porém, como admito que as palavras ditas possam ter uma “certa temporalidade”, e só os tolos é que não mudam de ideias, há alguém que seja capaz de me explicar este volte-face?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:03


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.




Bloggers convidados

António Canavarro

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D




Links

Blogs e Jornais que sigo

  •