Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O BESI não recebeu a carta... é a Crimeia do Grupo BES!

por Maria Teixeira Alves, em 31.03.14

Coisas verdadeiramente importantes da carta do BES aos colaboradores:

 

Mensagem do Presidente da Comissão Executiva aos Colaboradores do Grupo BES

 

(blá, blá, blá)

o Grupo tem um perfil elevado em termos de visibilidade e atenção. É alvo de uma permanente e impar curiosidade. Tudo o que tem dircta e indirectamente a ver com a marca Espírito Santo é sujeito a uma, muitas vezes desproporcionada, atenção por parte da comunicação social. A essa atenção também não é alheia a vontade de alguns depromover fugas de informações incendiárias para a comunicação social com o objectivo único de boicotar as soluções que estão a ser desenhadas.

 

Este fim de semana foi publicada uma informação relativa à possibilidade de extinção da BESPAR o que se traduziria em que tanto o GES como o Crédit Agricole passariam a ter participações directas no capital do BES.
(...)

A acontecer, será, portanto, uma evolução positiva e corresponde às recomendações da regulação. No entanto, a decisão de extinguir a BESPAR é uma decisão exclusiva dos accionistas e a ocorrer terá de ser devidamente comunicada ao mercado. Independentemente do que alguns dos nossos detratores possam dizer, o BES está bem e recomenda-se.
(...)

Somos o banco privado com maior envolvimento no financiamento à actividade empresarial e ao comércio externo. Essas serão apostas que nos farão crescer mais rapidamente que os nossos concorrentes.

Uma última palavra em relação ao Grupo Espírito Santo (GES). Dada a proximidade entre as designações - Grupo Espírito Santo e Banco Espírito Santo - há tendência para confundir uma com a outra. Mas sabemos todos que são dimensões empresariais diferentes. Jurídica e formalmente diferentes.


O GES está colocado perante a necessidade de fazer uma profunda reorganização e algumas mudanças estruturais. O modelo de organização em que o GES assentou tinha a sua razão de ser num processo histórico de todos conhecido e que começou há mais de 145 anos e que teve um momento fracturante em 1975 com as nacionalizações. Mas esse modelo está ultrapassado e o GES prepara-se para um novo horizonte de desenvolvimento. Entretanto, terá de fazer uma reestruturação que não será isenta de dor e que passa por dimensões de deleverage, de redução do perímetro de actuação em termos de sectores de actividade e de recapitalização. Este trabalho está a ser feito e haverá no curto prazo mais novidades sobre o GES. Não vos escondo que, entretanto, haverá desafios muito exigentes para ultrapassar. O GES está a preparar-se para todos eles e enfrentá-los-á de frente, sempre defendendo os interesses dos colaboradores e dos investidores, como é apanágio do Grupo.

Algumas das notícias publicadas podem gerar dúvidas e perguntas. Gostava desde já de vos deixar um repto: enviem-me por email as vossas questões. Se há algum tipo de questão que entendam por oportuno colocar, enviem-me sem qualquer constrangimento ou reserva. Eu tentarei responder a todas com o maior grau de informação possível. A explicitação das vossas dúvidas agora contribuirá para construir o nosso futuro mais próximo tal como construímos o passado recente: coesos e firmes!

Ricardo Espírito Santo Salgado

Presidente da Comissão Executiva

31 de Março de 2014



Mistérios por descodificar:

Mistério número 1: porque razão a carta é dirigida aos colaboradores do Grupo BES e os colaboradores do BESI não a receberam?

P.S. O BESI é uma espécie de Crimeia do Grupo...

Mistério número 2: O que quer Ricardo Salgado dizer com "a vontade de alguns de promover fugas de informações incendiárias para a comunicação social com o objectivo único de boicotar as soluções que estão a ser desenhadas". Está a falar de pessoas do Grupo BES? Do Grupo BES, com ou sem o BESI?

Essas pessoas querem boicotar solução que estão a ser desenhadas para quê? As soluções que estão a ser desenhadas prejudicam quem? 

Mistério número 3: "Independentemente do que alguns dos nossos detratores possam dizer, o BES está bem e recomenda-se". A quem se referirá? Aos jornalistas? Ou a quem faz as alegadas fugas de informação?

Mistério número 4: "Algumas das notícias publicadas podem gerar dúvidas e perguntas. Gostava desde já de vos deixar um repto: enviem-me por email as vossas questões. Se há algum tipo de questão que entendam por oportuno colocar, enviem-me sem qualquer constrangimento ou reserva. Eu tentarei responder a todas com o maior grau de informação possível". Porque razão Ricardo Salgado opta por esta "presidência aberta"? Qual será a resposta a este repto? Milhares de mensagens? Ou nenhuma, tal o medo?

 

Mas pode ser que nas respostas pessoais por mail, algumas das charadas da carta sejam desvendadas.

 

P.S. O BES esclareceu que a carta não foi enviada, ao contrário do que sugerem as notícias publicadas, mas sim publicada na intranet do Grupo e como tal qualquer pessoa podia ter acesso.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:45


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.




Bloggers convidados

António Canavarro

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D




Links

Blogs e Jornais que sigo

  •