Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Resultado de imagem para cgd

De repente da esquerda à direita só oiço elogios à decisão de não privatizar nada da CGD (acabo de ouvir António Lobo Xavier a criticar a privatização parcial da Caixa). Não se me acaba o espanto!

Mas qual é a vantagem desta emissão de obrigações subordinadas a 10,75% de juros (53,75 milhões por ano só na primeira tranche, que passa para 100 milhões com a conclusão da segunda tranche em 2018)? Digam-me! A Caixa se pudesse não emitia estes títulos. Só para os pagar retira aos resultados quase 54 milhões de euros todos os anos. Como é que a CGD, que tem prejuízos há sucessivos exercícios vai ter lucros no fim de 2018, que é obrigada a ter por compromisso com Bruxelas? Acordem!

Vejam bem que quando a CGD estiver a levantar a cabeça (no fim de 2018) tem de fazer outra emissão destas e eleva o custo para 100 milhões de euros por ano.

Ora se tivesse vendido a um privado parte do capital não era melhor? Tinha feito o mesmo aumento de capital de 2,5 mil milhões de euros sem que tal fosse considerado ajuda de Estado por Bruxelas e era muito mais barato, e ainda por cima havia um privado a pôr dinheiro em futuros aumentos de capital.

Esta solução é um desastre! Escrevam na pedra para não se esquecerem.

Ainda por cima, politicamente não é boa, porque o Estado pagará os 100 milhões sobretudo a estrangeiros. Ao passo que os CoCo´s (tão criticados pelos anti-Passos) custavam 80 milhões de euros por ano aos bancos mas entravam nos cofres do Estado português. 

Esta solução adoptada para que o aumento de capital da Caixa não fosse considerado ajuda de Estado (o que obrigava a remédios violentos) é o pior dos mundos. Porque não resolve o problema de capital no futuro e ainda custa uma pipa de massa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:06


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.




Bloggers convidados

António Canavarro

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D




Links

Blogs e Jornais que sigo

  •