Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Freud, Nietzsche, Carnap e Marx jogam Monopólio

por Maria Teixeira Alves, em 19.03.14

Alemães Jogue Monopoly - 01

Alemães Jogue Monopoly - 02

Freud: Sabe Carnap que o carro é o mais fálico dos peões. Não me surpreende que seja o mais popular e que tenha sido o escolhido por si.

Carnap: Sabes Freud, alguma vez pensaste para ti próprio que talvez, só talvez, nem todas as pessoas na Terra estejam obcecadas com pénis, alguma vez pensaste "sou só eu é que estou obcecado com isso".

Freud: E no entanto, reparei que comprou agressivamente todos os caminhos de ferro.

Carnap (desesperado): Porque valem mais juntos!

Nietzsche: Eu fiquei feliz de me ter visto livres delas. São as cartas que menos contribuem para chegar ao topo.

Freud: Sabes que o propósito do jogo não é coleccionar uma carta de cada cor, não sabes Nietzsche?

Nietzsche: O meu portfólio de propriedades pode ser fraco, mas a minha vontade é forte, pelo menos não segui a carneirada que compra cada rua onde pára.

Freud: Pára de confundir a tua obsessão em ser diferente com um traço forte e irresistível de personalidade. Tu és terrível ao Monopólio, o que é mais um sinal de que te consideras um Super-Homem. Nunca vi tantos complexos por resolver  na minha vida.

Nietzsche: Isso vindo do homem que copiou metade das minhas ideias e que depois reclama nunca me ter lido...

Carnap (que é o pai do positivismo lógico, para quem só existia o que tinha lógica e se podia provar): Tu sabes Freud que as tuas teorias não provam nada de nada. É tudo inverificável, é tudo non sense metafísico; e totalmente sem sentido.

Freud: Tão desprovida de sentido como a tua relação com a tua mãe?

Carnap (desesperado): A minha mãe tinha muito com que lidar, ela fez o melhor que pode.

Freud: Ah!Sim, agora sim estamos a fazer alguns progressos!

Nietzsche: É a tua vez Marx!

Marx: Muito Bem!

Marx lança os dados e sai 6.

Freud: Olhem para isto, um seis. Isto leva-te aonde, ora deixa ver, certo, no passeio das minhas propriedades com os hotéis em construção. E isso parece-me que te deixa um bocado pobre,  uma vez que já estavas com pouco dinheiro. Vais ter de vender propriedades Marx.

É isto o grande teórico económico! Tu nunca foste muito bom em finanças pessoais, pois não?

Marx depois de pensar numa saída, vira o tabuleiro e acaba com o jogo: Revolução!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:22




Bloggers convidados

António Canavarro

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D




Links

Blogs e Jornais que sigo

  •