Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Eu gostei do El Bulo Social Club

por Maria Teixeira Alves, em 21.02.16

Sei que o blog Onde Vamos Jantar arrasou em críticas o novo restaurante do chef argentino Chakall. Mas eu, que não me deixo influenciar facilmente pelas opiniões dos outros, fui ver. Fui lá e gostei.

Desde logo a decoração é bem conseguida, transporta-nos para uma argentina popular. Suponho que é este lado romântico, de apologia à defesa dos descamisados, que faz da Argentina uma cultura na moda internacional. Jorge Luís Borges dizia que os argentinos eram muito snobs, pois em 1898 quando o Tango surgiu nos lupanares (bordeis) nenhuma mulher se atrevia a dançá-lo, por ser lascivo, uma espécie de paródia ao acto do amor. A música era considerada obscena, as letras também. Quando Tango nasceu era apenas dançado por homens nos passeios do arrabalde, até que um dia, chegou a Paris. E pelo mero facto de Paris ter acolhido o Tango tornou-se respeitável na Argentina. 

Acho que a cultura popular argentina chegou à Europa e passou a ser culto. 

O Restaurante El Bulo tem essa mística. Para além disso tem um palco onde os acordes do Trio Latinidade, ao vivo, ajudam a esse ambiente.

A comida é boa e as pessoas que nos servem são muito simpáticas, ao contrário do que aconteceu com os autores do blog Onde Vamos Jantar que foram mal atendidos. Nós éramos muitos, mais de 10, e fomos muito bem atendidos. A comida é muito argentina e tens algumas coisas bastante recomendáveis, como por exemplo as empanadas e o ceviche. O vinho, da casta Malbec, também é bastante agradável. A carne argentina tem tudo para se tornar uma referência.

O que tem de melhorar: sobretudo a temperatura do restaurante. O facto de ser um restaurante argentino, com decoração caliente, não joga bem com o frio que aquele armazém deixa entrar. Há poucos aquecedores para o espaço que, apesar de dividido por um biombo, é bastante grande. Espera-se ainda que surjam alguns espectáculos de Tango para a primavera, altura em que a temperatura amena lá fora ajudará ao sucesso do Restaurante.

O Chakall é um chefe simpaticíssimo, com charme de anfitrião, que vem às mesas e se senta connosco.

É um programa a não perder e a voltar.

O preço depende muito da fome, pode ser caro (o nosso foi porque éramos muitos e pediram muitas entradas, prato, vinhos, sobremesas) mas se for em petit comité vai sair-lhe mais em conta.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:05


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.




Bloggers convidados

António Canavarro

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D




Links

Blogs e Jornais que sigo

  •