Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




A trumpada

por António Canavarro, em 11.08.16

 

A palavra não consta em nenhum dicionário, logo não é portuguesa. Que se lixe: a “trumpada” reflecte o que eu penso sobre a candidatura, e em particular a criatura que os republicanos elegeram como seu candidato às eleições presidenciais norte-americanas de Novembro. Sempre que ele abre a boca sai de imediato, como se não tive cérebro, uma “trumpada”, i.e., algo sem qualquer sentido, a não ser a necessidade de pôr carne no assador. É verdade. Não gostando do estilo, a “trumpada” é uma arma eleitoral e um instrumento para conseguir os seus intentos.

O que me choca - mas o mal é global – é o facto do discurso, feito no presente, não corresponder à realidade e, neste caso, um branqueamento das responsabilidades históricas das administrações republicanas. Ontem, Donald Trump argumentou que o Presidente Obama é “o fundador do ISIS [Estado Islâmico]" e que Hillary Clinton, sua rival na corrida à Casa Branca, a “cofundadora” deste grupo terrorista.

 O setecentista francês Rochefoucauld escreveu que “toda a gente se queixa da sua falta de memória, mas ninguém se queixa da sua falta de senso.” Donald Trump, nesta tirada, consegui juntar as duas: a falta de memória e uma imensa falta se senso. Será que ele não sabe ou ninguém do seu staff o pôs a par da história da política norte-americana no pós-degêlo? Com que então ninguém o informou que as origens do ISIS está uma guerra injustificável, elaborada pela administração Bush, com o falso argumento da existência de armas nucleares no Iraque e, a jusante, com a intenção de insensibilizar o Médio Oriente?

Porém a administração Obama ( e, por ócio do ofício, Hillary Clinton) e o ocidente em geral tem culpas no cartório, nomeadamente quando demonstram uma crítica falta de leitura geopolítica ao ao apoiar militarmente a “primavera árabe”. Tinham aberto a caixa de pandora.

Seja como for entre a realidade e a “trumpada” vai uma grande distância, pelo que um pouco de memória e bom senso não lhe faria mal nenhum.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:08




Bloggers convidados

António Canavarro

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D




Links

Blogs e Jornais que sigo

  •