Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Sacudir a água do capote

por António Canavarro, em 27.09.12

"Se isto corre bem ou mal depende da vontade colectiva"

Pedro Passos Coelho

 É a isto que eu chamo de sacudir a água do capote. Porque se é verdade que a população não pode ser marginalizada deste processo, com estas palavras, Passos Coelho tornou a população refém do sucesso e/ou insucesso destas medidas! Por outro lado, é bem demonstrativa do desnorte governativo!

publicado às 18:09


2 comentários

Imagem de perfil

De Maria Teixeira Alves a 28.09.2012 às 02:09

Discordo de ti, completamente.
Imagem de perfil

De António Canavarro a 28.09.2012 às 11:02

Eu votei nele e, nos primeiros tempos, até se portou bem. Todas as pessoas, sobretudo no estrangeiro, elogiavam a acção governativa da maioria. Por exemplo recebi, de Genebra, o recorte de um artigo de opinião da revista suíça “Echo” a referenciar isso mesmo. Acontece que – e nunca entendi porquê – tudo se desmoronou. Na realidade a dívida pública portuguesa era muito maior. As execuções orçamentais em vez de nos darem uma luz no fundo do túnel, cavam o nosso futuro. Se a isto adicionarmos as notícias (e era bom que os nossos problemas fossem “só” esses) sobre Relvas, o descrédito e a “aparente” impunidade da classe política. O Acórdão do Tribunal Constitucional e as suas nefastas consequências para as nossas débeis finanças, a TSU e a incapacidade do governo explicar a importância dessa medida, assim como as patéticas desculpas, via Facebook, de Passos Coelho e a, até hoje, inimaginável reacção popular ocorrida a 15 de Setembro – um exemplo de civismo se a compararmos com o que acontece em Atenas e em Madrid (povos bem mais “quentes” do que nós) só me leva a pensar que ele já teve melhores dias. Aliás o que podemos aferir se virmos fotografias do Primeiro-Ministro com um intervalo de um ano: a política em situações de aperto desgasta.
Ora, a meu ver, Passos parece farto de andar a trabalhar para a causa pública e não se sente minimamente apoiado. Será que Seguro faria melhor? Não, é claro que não. No próprio PSD as facas (veja-se Pacheco Pereira, Ferreira Leite, Marcelo entre outros) estão afiadas. Por fim, e como também era de se esperar, ele não tem apoio algum do Presidente da República que, uma vez mais, se mostra como rei da inércia. Portanto, Pedro Passos Coelho, ao afirmar que "Se isto corre bem ou mal depende da vontade colectiva" está a demonstrar ter chegado ao seu limite e que sem a nossa ajuda não vai lá. Ou seja: está a “sacudir a água do capote”!

Comentar post




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D




Links

Blogs e Jornais que sigo

  •