Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




As melhoras da morte

por Maria Teixeira Alves, em 27.04.10
O tempo melhorou em Portugal, depois de um inverno rigoroso. Os portugueses parecem contentes, inebriados numa alegria que antecede a tragédia.
A agência de notação Standard & Poor' s acaba de cortar o "rating" de Portugal em dois níveis, de A+ para A-. A fragilidade das contas públicas e o fraco crescimento económico são os principais argumentos utilizados pela S&P para degradar agora o risco da República, depois de ter alterado o “outlook” em Dezembro.

Os juros da dívida pública portuguesa intensificaram o movimento de subida e aproximam-se agora dos 6%.
No mercado dos “credit default swaps” o nível de risco atribuído ao incumprimento de Portugal também atingiu um recorde. Os mercados estão a antever riscos de contágio da Grécia a Portugal. A bolsa nacional fechou a cair mais de 5% para mínimos de Julho de 2009.
Resultado: os bancos portugueses vão ter mais dificuldade em levantar dinheiro lá fora. Ninguém empresta a Portugal, ou empresta a um preço elevado. Mais uma crise de liquidez que pode arrasar os bancos nacionais. E desta vez o Estado português não tem margem de manobra para se endividar, prestando garantias. Um verdadeiro 'desaire' pode desatar a jorrar. Bancos mais pequenos terão-se de fundir. Bancos grandes terão de reduzir custos a sério. O crédito chegará à economia a um preço alto demais, comprometendo o pouco crescimento previsto no PEC.
Meu Deus, o que fizeram de ti Portugal?

publicado às 09:08




Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D




Links

Blogs e Jornais que sigo

  •