Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Robin dos Bosques do Seculo XXI

por Maria Teixeira Alves, em 01.04.09
Nunca achei romântico o Robin dos Bosques. Sempre achei que roubar os ricos para dar aos pobres, não deixava de ser um roubo.
Desde então, Robin dos Bosques tem sido o pai da demagogia, que vê nos ricos a origem da pobreza do mundo. Como se a vida fosse tão linear.

Não há qualquer relação entre os salários altos dos grandes gestores e o baixo crescimento económico. Os altos salários tendem a corresponder às responsabilidades e aos altos riscos que correm os homens que gerem. E quando ainda são mais altos é porque estão indexados aos lucros. Por isso só são maiores quando produzem ou vendem mais. Mas o mundo não resiste a esta relação de causalidade básica e aparente: os ricos são os culpados da crise.

No entanto, a crise financeira deve muito mais à vaidade, e à pressão subtil dessa massificação da imagem que domina o mundo, nesta era do marketing, do que aos euros nos bolsos dos banqueiros. Os bancos não foram à falência porque alguém fugiu com uma mala de dinheiro, o mundo financeiro foi à falência porque vive de aparências. Foi a aparência do dinheiro, e não o dinheiro em si que deu cabo da economia mundial.

Foi o narcisismo, imposto pelo sistema onde a imagem tem mais poder do que um rei, que destronou o castelo de cartas.
Porque é quase impossível na natureza humana erradicar a vaidade. O poder aguça essa paixão.


Aqui vai uma imagem destes Robin dos Bosques modernos que proliferam num mundo votado ao individualismo narcísico, que arrasa as relações humanas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:09


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.




Bloggers convidados

António Canavarro

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D




Links

Blogs e Jornais que sigo

  •