Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Catarina Martins 'apanha' António Costa no ranking de popularidade ...

Reparem na frase de António Costa: “Se a auditoria [da Deloitte] vier a dizer que o banco cometeu falhas de gestão que tornam injustificadas as injeções que foram feitas, o Fundo de Resolução tem toda a legitimidade para agir no sentido da recuperação”.

Ora o Fundo de Resolução acompanhou a gestão dos ativos do Novo Banco cobertos pelo mecanismo de capital contingente e as verbas injectadas foram confirmadas pelo agente verificador Oliver Wyman. É ÓBVIO que a Deloitte não vai detectar falhas de gestão nas operações de 2019 que tornam injustificada a injeção  de 1.037 milhões.

Aliás a auditoria abrange um horizonte temporal muito maior. Vai muito mais atrás.

António Costa prometeu a Catarina Martins, sabendo de antemão que, aquilo que prometeu não vai acontecer. Não vai acontecer a circunstância de devolução do dinheiro injectado pelo Fundo de Resolução no Novo Banco. Nem o Novo Banco pode devolver, isso seria impossível, porque implicaria uma violação contratual e pior, uma condenação do Novo Banco à insolvência. O BCE jamais deixaria.

O que Costa promete a Catarina Martins é o mesmo que isto: Se encontrarmos petróleo no Alentejo o Novo Banco devolve os mil milhões.

Fica tudo contente. 

publicado às 23:17

0D1223DF-B631-4987-8603-170822011D30.jpegHá muito que acho que as transferências do Fundo de Resolução para o Novo Banco e a "falha" de comunicação entre o Ministro das Finanças e o Primeiro Ministro são um biombo das verdadeiras divergências entre ambos. A verdadeira divergência é o layoff que custa milhões por mês ao Estado e estraga as contas públicas que eram o orgulho de Centeno. 

Mário Centeno defende nos círculos mais internos que pode não haver dinheiro suficiente para financiar o lay-off simplificado, uma medida que, segundo o Ministério das Finanças (Programa de Estabilidade), pode custar mais de 500 milhões de euros por mês, quase 600 milhões.

O layoff foi uma medida de Pedro Siza Vieira, o novo ícone de Antonio Costa.

Centeno é um socialista convertido ao rigor orçamento de Bruxelas e Antonio Costa é um socialista convertido à elite social. Tem em Marcelo Rebelo de Sousa e em Pedro Siza Vieira os seus grandes gurus.

O Novo Banco está acordado desde sempre. O Fundo de Resolução é uma entidade pública contabilísticamente mas o dinheiro injectado, será pago ao Estado pelos bancos que são os contribuintes desse fundo.

 

 

publicado às 00:04



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D




Links

Blogs e Jornais que sigo

  •