Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Atira-te ao mar

por António Canavarro, em 23.05.12

 

A notícia que acabo de ler diz que “nadador português de águas abertas, João Baeta, voltou a surpreender em Timor-Leste ao fazer pela primeira vez a travessia de 30 quilómetros que distanciam a ilha de Ataúro, Timor-Leste, de Díli, capital do país”. O jovem com raízes escalabitanas já tinha feito história quando, com apenas 17 anos, concluiu, apenas em 5 horas, a travessia entre a Berlenga e Peniche. Trata-se de um feito notável que, à sua maneira, prova a fibra de que somos feitos! A façanha foi reconhecida pelo Presidente de Timor-Leste, Ramos Horta, com a outorga da Medalha de Mérito. O que só lhe fica bem. No entanto, só nãocompreendo a razão invocada, já que esta, segundo li, visa: “reconhecer as pessoas que contribuíram de modo significativo para a paz e estabilidade nacional em Timor-Leste.” Ora esta, então para contribuírem para a paz e estabilidade nacional os timorenses terão se atirar às águas quentes e ficarem à mercê dos tubarões?

publicado às 18:14

Desnorteado

por Maria Teixeira Alves, em 22.05.12

 

 

 

O Presidente da Câmara de Lisboa tem um lamento, o de não ter uma obra pública emblemática na cidade, como o seu antecessor que tem o túnel do Marquês. Ora como a Câmara não tem dinheiro e as vacas gordas eram só no tempo de Santana Lopes, António Costa decidiu também deixar a sua marca no Marquês  e vai daí quer criar uma segunda rotunda ao Marquês.

 

Era ver ontem António Costa a apontar para uns bonecos confusos a demonstrar como irá ser no fim do ano o trânsito na Avenida da Liberdade e Marquês de Pombal. A avaliar pelo boneco aquilo promete. António Costa já conseguiu empatar o trânsito todo da Baixa, criou duas faixas para BUS(que ao preço a que estão os bilhetes é de evitar) e assim transformou a entrada no Rossio num verdadeiro tampão.

 

Agora diz que: "No Marquês de Pombal serão criadas duas rotundas concêntricas, uma para os eixos principais e outra para as vias laterais. Vamos canalizar as faixas exteriores para o transporte público e para o transporte individual que pretenda ir para a Avenida Duque de Loulé e para a rua Braamcamp. Os carros que pretendam ir para as avenidas Joaquim António de Aguiar, Fontes Pereira de Melo e da Liberdade devem ir pela rotunda interior. Entre as duas rotundas será criado um espaço verde e outro para peões". Ai que bom passear entre rotundas....Mas não é só: O presidente da Câmara de Lisboa quer cortar faixas de trânsito na Avenida da Liberdade. "Vamos eliminar uma faixa de rodagem na faixa central, criando uma placa ajardinada. Entre a rua Alexandre Herculano e os Restauradores vão existir duas faixas de rodagem: uma para carros privados e outra será um corredor BUS", diz António Costa. Mais um tampão portanto.
As faixas laterais da avenida também sofrerão alterações. "Vamos progressivamente pedonalizá-las", disse António Costa, acrescentando que o objectivo é que essas faixas deixem de ser de atravessamento da avenida e passem a ser usadas só para trânsito local e estacionamento.
 Pelas faixas laterais não vai ser permitido passar de quarteirão em quarteirão.

Claro que a finalidade é cortar o trânsito na principal artéria da cidade, gostava de saber que alternativas oferece António Costa?

publicado às 16:42

Dois pesos, duas medidas

por Maria Teixeira Alves, em 22.05.12

Para os arautos da moral:

 

A propósito do mediático caso Miguel Relvas jornalista do Público. Vinha perguntar a essa esquerda cheínha de ética se também pediram tão efusivamente a demissão do Sócrates quando este "correu" com a Manuel Moura Guedes da TVI quando esta investigava o caso Freeport?

publicado às 14:12

Um corno

por António Canavarro, em 22.05.12

 

Acabei de ler que o maior banco privado alemão, Deutsche Bank, propõe que, caso os adversários das medidas de austeridade ganhem as próximas eleições, se introduza uma moeda paralela ao Euro na Grécia, o "Geuro".

Geuro? Não me parece bem! Porque a ver bem as coisas, como essa moeda não valerá coisíssima nenhuma, o nome mais indicado seria o de "Corno"... já que não vale um corno!

publicado às 12:50

Caçadores de indiscrições

por António Canavarro, em 22.05.12

 

Os paparazzis e, de certa forma, a classe jornalística são, naturalmente (porque lhe corre no sangue), caçadores de indiscrições! 

publicado às 12:17

Atchim...

por António Canavarro, em 22.05.12

 

Será possivel tanta estupidez? Será que os nossos políticos não sabem que o mais leve espirro causa sempre uma constipação?

publicado às 11:56

Mau tempo no Canals

por Maria Teixeira Alves, em 21.05.12

Esta é que é a verdadeira história jornalística do momento:

 

A rede de clientes do arguido Michel Canals, antigo responsável da UBS, atingia vários empresários.  Patrão da Cofina e alto quadro do BES também eram clientes de Canals.

 

O suíço Michel Cannals, um dos quatro detidos por suspeitas de lavagem de dinheiro, é uma peça considerada muito importante no caso BPN e nos desvios de dinheiro das contas da herança Feteira. Foi a denúncia de Duarte Lima que levou os investigadores a chegar ao gestor de fortunas, que terá sido o canal para que o ex-deputado do PSD transferisse quatro milhões de euros "sacados" ao BPN e ainda os milhões que terão sido desviados da herança Feteira através de Rosalina Ribeiro, que também havia recorrido ao suíço.

publicado às 17:30

O sopro do coração

por António Canavarro, em 21.05.12

 

Se ontem a Académica deu cabo de muitos corações, hoje, em Coimbra, cientistas da universidade da capital do Mondego, abrem esperanças para os sofredores de doenças cardíacas. Trata-se de uma grande noticia e prova as qualidades indesmentíveis deste povo!

publicado às 15:22

A Primavera ainda está ai ...

por António Canavarro, em 21.05.12




publicado às 12:18

O espírito de revolta

por António Canavarro, em 19.05.12

 

No meu Facebook – e onde é que poderia ser? – postaram uma artigo do historiador e Deputado Independente ao Parlamento Europeu, eleito nas listas do Bloco de Esquerda, Rui Tavares. Faço referência a este texto porque, não obstante as diferenças ideológicas que existe entre nós, e apesar da ideia de desordem que o anarquismo incorpora, a situação económica e financeira da Bélgica, que para muitos andava perdida à deriva por estar mais de um ano sem governo, merece uma séria reflexão.

A questão é esta: serão necessários governos, políticas rígidas de austeridade para salvar a nau de um inevitável naufrágio? Nos inícios do século passado o poeta francês Anatole France dizia: “Perdoo-o à República que governe mal, porque governa pouco”. Visto à luz das teses minimalistas e anárquicas trata-se de uma grande contradição, já que “pouco” é sinónimo de “bom” e os belgas provaram-no, mostrando-se – como escreve Tavares, o Estado-membro que mais cresceu na União Europeia, bem mais do que a Alemanha! Dito isto, serve este post para tentar explicar que o nosso sucesso, pessoal e colectivo, não pode estar sustentado no aparelho que invariavelmente serve sempre os mesmos interessados, mas na ausência de uma massa crítica exigente, ou seja, no apogeu de uma cidadania activa e pela existência uma coerente estratégia educacional!

Não concordo de todo como o esvaziamento do Estado, pois não sou de todo anarquista, Quero, ao contrário do que dizia o poeta: “menos Estado, melhor Estado”! Um Estado que deixe de ser o palco de actores falhados! Porque, e este é o nosso cenário: se é preciso reacender a luz no fundo do túnel então precisamos de trilhar novos caminhos! Porque, como disse H. Ibsen (1828 - 1906): "o verdadeiro espírito de revolta consiste justamente em exigir a felicidade aqui na vida!"

publicado às 16:34




Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D




Links

Blogs e Jornais que sigo

  •