Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




O BCP e o Eixo do Mal

por Maria Teixeira Alves, em 20.12.10

Perante o facto de Clara Ferreira Alves ter criticado Carlos Santos Ferreira, pelo suposto caso de oferta de espionagem... nos corredores do banco não faltou quem contra-atacasse com a esquecida presença da jornalista nos anúncios ao Banco Privado Português de João Rendeiro....

 

E já agora:

 

O melhor título que vi ao caso dos telegramas do Wikileaks sobre envolvimento do presidente do BCP com a embaixada dos Estados Unidos em Lisboa, a propósito da suposta ida para o Irão, foi o do (concorrente) Diário de Notícias:

 

"Carlos Santos Ferreira traído pelo seu gosto pela diplomacia", bom título!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:37

Os mais inteligentes deitam-se tarde

por Maria Teixeira Alves, em 20.12.10

É sempre bom sermos elogiados indirectamente (melhor do que ser elogiado directamente).

 

Noctivaga convicta não posso esconder que gostei da notícia de hoje do P2 do Público:

Sono

Os mais inteligentes deitam-se tarde

As "corujas" são mais criativas e as "cotovias" mais organizadas. Os investigadores da London School of Economics and Political Science estudaram e concluiram que os que se deitam mais tarde, as "corujas", são, tendencialmente, mais inteligentes do que os que acordam cedo, as "cotovias".

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:40

Un connaisseur

por Maria Teixeira Alves, em 20.12.10

Ao fazer uma ronda pela televisão, deparei-me com a Pénelope Cruz a perguntar ao Javier Bardem (um homem francamente feio): - continuas a procurar-me em todas as mulheres?  A fazer lembrar o Johnny Guitar.. Só podia ser escrito por um connaisseur.... Era o filme do Woody Allen, o Vicky Cristina Barcelona (que por acaso não adorei).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:55

Presidente, requisito: saber ler o oráculo!

por Maria Teixeira Alves, em 19.12.10

Para Fernando Nobre, Cavaco Silva devia ter "antecipado a tragédia que se abateu sobre todos nós". Cavaco Silva diz que anteviu a crise e reconheceu não ter sido ouvido como gostaria "em algumas circunstâncias", porque "faltou uma certa humildade democrática para ouvir".

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:00

As relações humanas são relações de poder...

por Maria Teixeira Alves, em 16.12.10

Uma vez li num romance da Agustina que as relações de amor, são relações de poder. Lembro-me disto muitas vezes. Eu estenderia isto a todas as relações humanas.... são relações de poder. Infelizmente!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:35

Vivemos num ecossistema de corrupção?

por Maria Teixeira Alves, em 14.12.10

Desde que saíram da Central da Cifra, os mais de 200 mil telegramas diplomáticos elaborados por embaixadores dos Estados Unidos no mundo inteiro, que começo a perguntar se não viveremos mesmo num ecossistema de corrupção?

 

Os milhares de documentos confidenciais publicados no site Wikileaks e que comprometem os EUA são apenas o começo. O fundador desta organização especializada na divulgação de documentos secretos disse isso mesmo, em entrevista à revista Forbes, e deu pistas sobre o seu próximo alvo: um grande negócio. Que negócio? Nada mais, nada menos do que um grande banco americano. Julian Assange revelou apenas que esses dados serão divulgados no início do ano que vem e que a instituição vai ficar virada do avesso. «Vão dar uma visão verdadeira e representativa de como se comportam os bancos a nível executivo de uma maneira que irá estimular as investigações e as reformas».

 

Os bancos estão na rota do Wikileaks, e nem os portugueses escaparam...

 Os telegramas já publicados revelaram:

 

- A petrolífera estatal venezuela PDVSA pediu um empréstimo de 1,5 mil milhões de dólares (1,1 mil milhões de euros) ao Banco Espírito Santo (BES), no início do ano, para financiar a compra de produtos portugueses, revela um telegrama da embaixada norte-americana em Caracas. Chavez que é apelidado pelo conselheiro do presidente francês Sarcozy como um louco que está a transformar um dos maiores países da América latina num novo Zimbabué.

 

- Celso Correia, ‘chairman’ do BCI, banco da CGD e do BPI, é referido nos documentos do Wikileaks como cúmplice do tráfico de droga. O diplomata norte-americano relata que quer Chissano, quer Gebuza foram financiados nas suas campanhas por narcotraficantes. O diplomata americano explica também que "a administração do porto de Nacala, célebre por permitir a passagem de droga procedente do sudeste asiático, foi entregue recentemente a Celso Correira, presidente executivo da Insitec, uma empresa de fachada de Guebuza".

 

- Telegramas da embaixada dos Estados Unidos, divulgado pelo Wikileaks: o presidente do Banco Comercial Português (BCP), Carlos Santos Ferreira, propôs informar a administração norte-americana sobre as actividades financeiras do Irão, caso estabelecessem alianças com bancos iranianos.

 

(Ainda estou para ver se há para lá algum telegrama sobre bancos espanhóis, alemães, franceses, ingleses?)

 

E eu a achar que as Face Ocultas eram uma bizarria portuguesa!

 

Que mundo é este?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:35

Diplomacia e o segredo

por Maria Teixeira Alves, em 13.12.10

Sou a favor da informação. E quem é a favor da informação tende a simpatizar com o Wikileaks. As pessoas estão fartas de saber uns factos nos corredores e lerem outros nos jornais. Veja-se o caso de Angola e Moçambique. Todos comentam nos corredores as ligações entre o poder político e os negócios, todos suspeitam de "corrupções", de prisões suspeitas, de alianças de poder. Mas como nada disso sai da sombra da surdina, tudo é permitido em surdina e nada é permitido à luz do dia. As notícias acabam por ser versões oficiais de factos, algumas delas trazem a verdade nas entrelinhas. Razão pela qual aderi com entusiasmo a uma simpatia pelo Wikileaks. Mas pensando bem, a pessoa que trabalhava no gabinete de segurança (Cifra) criado como central de informação das embaixadas de todo o mundo após o 11 de Setembro, e que tirou os 250 mil telegramas e os entregou ao site o Wikileaks, não cria simpatia em mim. Porque por detrás desta operação de divulgação de informação está uma finalidade política de enfraquecer o poder diplomático dos Estados Unidos, e isso também entra no domínio da "corrupção".

 

Santos Ferreira na entrevista à TVI estava furioso, e tinha razões, se não há fóruns onde se pode falar em privado então de nada serve a diplomacia e as embaixadas. Se o segredo for um mal a abater de forma cega, então toda a diplomacia é uma actividade ilegal. E não faz sentido que se retire poder a quem procura entendimentos, entre países, fora da força das armas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:56

Comunicado do BCP

por Maria Teixeira Alves, em 13.12.10

2010.Dezembro.13

COMUNICADO

1. A convite da Embaixada do Irão em Portugal e na sequência das múltiplas missões

empresariais portuguesas que se deslocaram àquele País, o Millennium bcp, representado pelo

seu Administrador da Área Internacional e respectivo Director, visitou Teerão, onde manteve

contactos com o Ministério das Finanças Iraniano, com a Embaixada de Portugal e com diversos

Bancos locais.

2. O Millennium bcp informou o Banco de Portugal desta visita, quer previamente, quer

posteriormente à realização da mesma, o que fez verbalmente e por escrito, enviando,

nomeadamente, o respectivo relatório. Não foi informada qualquer outra entidade oficial

Portuguesa.

3. Verificando-se interesse de diversas instituições locais no estabelecimento de relações

financeiras com o Millennium bcp, à semelhança das que parecem existir com diversas

instituições financeiras europeias, o Banco solicitou parecer escrito sobre esta possibilidade à

sua Direcção de Compliance.

4. Adicionalmente, o Millennium bcp fez diligências junto de entidades europeias e americanas

para avaliar a situação e perspectivas de evolução das sanções diplomáticas e económicas que

vigoram nas relações com o Irão.

5. Em função da posição do Banco de Portugal, do relatório de compliance e das informações

recolhidas, o Millennium bcp decidiu não desenvolver qualquer actividade com Bancos Iranianos.

6. Dessa decisão, o Millennium bcp deu conhecimento ao Sr. Embaixador do Irão em Portugal.

7. Todos os factos acima referidos estão documentados, e não existem quaisquer outros factos a

relatar. A simples ideia de partilha de informação é, naturalmente, falsa e fantasiosa.

8. O Millennium bcp não pode deixar de estranhar que o seu comportamento exemplar, na

tentativa de conciliar o interesse das missões empresariais portuguesas com as restrições

diplomáticas impostas pelas Nações Unidas ao Irão, País com o qual Portugal mantém relações

diplomáticas, mereça agora qualquer crítica com origem na imprensa estrangeira e ampliada

pelos jornais portugueses.

Lisboa, 13 de Dezembro de 2010

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:11

Os nossos espiões de luxo....

por Maria Teixeira Alves, em 13.12.10

O presidente do Millennium BCP propôs aos Estados Unidos fornecer informações sobre as actividades financeiras do Irão como contrapartida para manter boas relações com Washington e realizar negócios com Teerão. Ou seja, se entendi bem, o BCP abria um escritório, ou assim, no Irão e daria informações financeiras e empresariais a Washington.

 

A informação está a ser avançada pelo El País citando telegramas divulgados pela Wikileaks.

 

 

Carlos Santos Ferreira terá proposto disponibilzar-se para estabelecer uma relação com o Irão para ajudar os Estados Unidos a ter informações  sobre os activos e as actividades financeiras do Irão. Segundo o despacho da embaixada dos EUA em Lisboa para Washington.

 

O processo começa em Abril de 2009, mês em que uma delegação do BCP visita Teerão a convite da embaixada do Irão em Portugal. O objectivo do Irão era desenvolver as relações financeiras com o BCP tendo em vista potenciar negócios e as trocas comerciais entre os dois países. Depois de avisar a embaixada dos Estados Unidos, desta é feita uma recomendação a Carlos Santos Ferreira para que não prossiga a relação com o Irão.

 

Começo a pensar que as operações do BES na Argélia e na Líbia podem não passar de missões....

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:12

Chinatown

por Maria Teixeira Alves, em 12.12.10

"Teixeira dos Santos está na China a vender dívida nacional" in Diário Económico

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:57




Bloggers convidados

António Canavarro

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D




Links

Blogs e Jornais que sigo

  •