Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




sucessão

por Maria Teixeira Alves, em 13.08.10

A melhor herança que se pode deixar?

O gosto pelo belo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:07

Diogo Vaz Guedes tinha razão

por Maria Teixeira Alves, em 12.08.10

Afinal, o Banco de Portugal veio confirmar o que Diogo Vaz Guedes , Duarte d´Orey (e a Deloitte) se fartaram de repetir quando propunham outras alternativas para salvar o Banco Privado: o Estado não vai conseguir recuperar as contra-garantias do BPP ao empréstimo de 450 milhões. Todos avisaram, mas as Finanças teimaram em acreditar que o aval prestado estava garantido por activos do banco no valor de 672 milhões. Em nome disso o Ministério das Finanças recusou as quatro propostas de recuperação e saneamento apresentadas pela Privado Holding, porque em todas elas o Estado tocava de raspão, o que levou à decisão de retirar a licença e decretar a insolvência do BPP em Abril. Será que o Estado não perdia menos se tivesse apoiado um desses planos de recuperação?

 

É hora de lembrar o que disse Diogo Vaz Guedes: "A última solução que apresentámos não representava mais nenhum 'escudo' para o Estado. Só vontade política. Caso o banco vá à falência, a questão vai ser remetida directamente para os accionistas e retiraremos as devidas ilações". 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:21

Rir é o melhor remédio

por Maria Teixeira Alves, em 06.08.10

Inimigo Público:

 

O BPN vai ser privatizado na Feira do Relógio

 

O Governo aprovou a privatização de 95% do BPN por 180 milhões de euros, depois de a Caixa Geral de Depósitos ter lá enterrado quatro mil milhões e de existir uma herança de 1,9 mil milhões de imparidades (ou, em linguagem mais técnica, buracos).

Teixeira dos Santos anunciou que o BPN será devolvido ao mercado, mais exactamente à Feira do Relógio, o local mais indicado para vender acções ao preço dos relógios Róulex e dos ténis Náike.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:18

Acabei de ler Antes do Degelo

por Maria Teixeira Alves, em 04.08.10

Acabada de ler Antes do Degelo, de Agustina Bessa Luís, vou escrevendo aqui algumas das frases que sublinhei. Porque lemos para sabermos que não estamos sós, já dizia C.S.Lewis.

 

As pessoas que têm mais para ensinar não ensinam nada. A sabedoria não se ensina e, quando se tenta transmitir, é uma paródia do seu verdadeiro conceito.

 

Porque as memórias procriam como se fossem pessoas vivas.

 

Era extremamente lúcido; a sua loucura estava nessa aptidão genial para a lucidez.

 

Contra a ira, paciência

 

O silêncio dele tinha o tom duma maldição

 

Na sua imensa sabedoria percebia que as palavras que se evitam são as que nos salvam.

 

O prazer é um atractivo para que a procriação seja urgente.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:20

Férias...

por Maria Teixeira Alves, em 04.08.10

 

Um certo ar de Caraíbas nas praias, um calor seco, quase fazem esquecer os mosquitos assassinos que atacam sem dó nem piedade a qualquer hora do dia, deixando rastos proeminentes na pele, nunca vistos em nenhum mosquito do país.

Depois, há que dizê-lo, há muito social, tudo muito moda, mas pouca qualidade nisto de socializar. Não há uma rua dos cafés, como na velha São Martinho, onde todos se encontram e falam do tempo e do ano que ficaram sem se ver.

 

A Comporta é linda, e está de moda. Mas pode-se estar lá semanas sem saber quem está... até que nos encontremos por acaso numa das lojinhas da vila, num café, num restaurante, ou na missa das 7h no Carvalhal. Diz-se olá e adeus. Relações humanas ao bom estilo Zen, cada um por si e ninguém por todos. Na praia do Carvalhal (Pego), o velho Aqui há Peixe deu lugar a um restaurante que serve sushi na praia, imagine-se. Sushi na praia, em vez das velhas amêijoas à Bulhão Pato acompanhada da imperial.

 

Longe está a velha São Martinho onde tudo se passa na rua, nos cafés, na praia dos Salgados, na pastelaria Concha, nos restaurantes dali, como a Caravela, na Baía. Até hoje se servem as "crises" na rua dos cafés, desde os tempos da revolução de Abril onde aos bitoques se retirou o bife.

 

Todos estão com todos, e todos são uma família.... até as manhãs nebulosas servem para motivo de conversa... "isto vai abrir" dizem os são martinhenses!

 

Longe está São Martinho!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:45

O dia em que o Santini abriu em Lisboa

por Maria Teixeira Alves, em 02.08.10

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:21

Pág. 3/3




Bloggers convidados

António Canavarro

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D




Links

Blogs e Jornais que sigo

  •