Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Marinho Pinto, é fácil falar....

por Maria Teixeira Alves, em 25.02.11

A propósito da notícia do Público, onde Marinho Pinto critica a "exibição doentia de poder e de autoridade", que considera "inadmissível num Estado de Direito" e "desconforme com os valores da Constituição", devido à divulgação das imagens do uso das Taser na cadeia de Paços de Ferreira, tenho a dizer que criticar é fácil. Mas como mudar um preso violento de uma cela que ele tornou imunda de propósito e insuportável para os outros? Gostava de saber como é que Marinho Pinto ia lá buscar um preso daqueles? Imaginem o caso de um preso altamente violento, um Aníbal the Canibal, é preciso de mudá-lo de cela.... como é que Marinho Pinto pensa que isso se pode fazer? Às vezes é preciso ir ao fundo das questões para ter o retrato completo dos acontecimentos e não sucumbir à comoção evidente provocada por imagens.

É preciso cuidado com o poder das imagens para criar realidades.

Eu percebo que aquelas imagens choquem, porque há uma aparência de tortura, mas é preciso procurar a verdade para lá das aparências. E o uso de tasers (choques eléctricos) para imobilizar presos é uma violência, mas também o é uma prisão. Não há nada mais violento que uma prisão... uma pessoa presa numa cela metade da vida, que violento. Ainda por cima naquele caso, numa cela imunda, ou na vizinhança de uma cela imunda. No entanto as prisões são mais do que necessárias.

Não estou a defender o uso da tasers, porque não percebo o real impacto daquelas armas imobilizadoras, mas estou apenas a servir de advogado do diabo, e a pedir para se não fazerem julgamentos muito rápidos da polícia e dos GISP porque há uma verdade para lá da aparência impressionante dessas imagens. 

publicado às 01:30


4 comentários

Sem imagem de perfil

De João Ferreira a 25.02.2011 às 09:39

Olá bom dia, o meu nome é João Ferreira, e sou guarda em paços de ferreira. Gostaria de deixar aqui o meu agradecimento, pela compreensão desta situação, que aconteceu na cadeia onde presto serviço.
Julgar é muito fácil mas quem esta no terreno é que sabe realmente como são as coisas, e as vezes acontece que quem dá as ordens esta no seu gabinete bem quentinho, depois quando acontecem estas coisas, tem que se arranjar um culpado, mas com isto também tenho a dizer que os meios utilizados foram os mais adequados para este recluso já muito referenciado nas cadeias, eu próprio cheguei a ter problemas de indisciplina com ele na cadeia de vale de judeus e ele é um recluso com cerca de 150 kg.
O meu muito obrigado: João Ferreira
Sem imagem de perfil

De PAULO PEREIRA a 25.02.2011 às 12:14

Bom dia , o meu nome e Paulo Pereira e sou guarda na secção onde se deu estes acontecimentos . O meu abraço para o colega João Ferreira que fez o comentário anterior . É uma pena que pessoas como a senhora não sejam chamadas aos órgãos de comunicação social , para fazer ver ao nosso pais a realidade dos factos . Transcrevo todo o seu pensamento , é preciso apurar o motivo , o porque , a verdade , e não fazer um julgamento injusto , desonesto e por vezes nojento aos elementos (guardas e gisp ) que todos os dias são afrontados , ameaçados , agredidos por indivíduos como este . O publico em geral tem que parar para pensar , estes indivíduos cometeram crimes na sociedade , crimes esses que acontecem todos os dias e nos somos todos alvo desses crimes , esses senhores que vêem falar para a televisão como o que a senhora referiu , e outros que já o fizeram não teriam o mesmo discurso se um familiar ou amigo fosse vitima deste individuo , ou de outro que esteja na mesma situação . Este individuo conseguiu passar um mês e meio dentro da cela , com fezes e urina espalhadas por todo o lado , por isso desafiava esses senhores a trabalhar num local onde todos os dias abriam a cela deste homem por inúmeras vezes . A isto eles já não chamam desumano , foi nestas condições que eu e os meus colegas vivemos durante mês e meio , e os nossos direitos , alguém se lembrou deles , a saúde publica esteve em causa , alguém se lembrou , pelos vistos não , mas de criticar a actuação de um grupo de homens especializado para o fazer , e por termino a esta situação repugnante isso sim , isso conseguiu despertar toda a comunicação , o parlamento.......é uma hipocrisia . Estas mentes vazias e hipócritas estão a fazer do nosso pais uma favela , onde daqui a algum tempo o que impera é o crime , atitudes como esta só dão puder aos criminosos e tiram no a quem tenta , por vezes com dificuldade por cobro a estes actos e a muitos outros que deveriam ser de conhecimento publico. Obrigado
Imagem de perfil

De Maria Teixeira Alves a 25.02.2011 às 18:02

O vosso testemunho só vem reforçar aquilo que eu suspeitava sobre este caso, ou seja, que há um pré-juizo feito por quem não sai dos gabinetes. Obrigada.
Sem imagem de perfil

De António Ribeiro a 25.02.2011 às 21:50

Boas, não podia deixar de agradecer tais palavras cara Maria Alves, finalmente alguém da comunicação social para tentar compreender e não condenar o que se passou no E.P. Paços de Ferreira. Muitos dos portugueses não sabem o que realmente se passa nas prisões portuguesas. Subscrevo inteiramente as palavras dos meus colegas. Não compreendo como o vídeo foi divulgado mas se calhar ainda bem que o foi, pois assim vai levantar a poeira que existe aos olhos de muitos, que os presos são uns coitadinhos. Até só têm mais direitos que o comum cidadão!!! Não estou a dizer que devam ser discriminados, mas sim que o tempo de reclusão sirva de alguma forma para lhes dar um ensinamento de vida, de disciplina e que os prepare para a vida em sociedade. Reclusos como este temos muitos, será que estão preparados para viver em sociedade? Sinceramente não me parece!!! O meio utilizado parece bruto, mas foi o mais adequado para manter a integridade física dos Guardas. Pode ser que tenha um efeito dissuasor a outros reclusos!!!
AJSR
E.P Vale Judeus

Comentar post




Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D




Links

Blogs e Jornais que sigo

  •