Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Guerra das comunicações

por Maria Teixeira Alves, em 29.01.11

Hoje as guerras fazem-se nas comunicações. Travar a comunicação no espaço cibernauta ou nas redes móveis, tem hoje o mesmo efeito de um velho bombardeamento para desmobilizar o inimigo. É o mesmo que deixar a população às escuras. Mesmo tratando-se de um povo pouco informatizado como é o caso do Egipto, com apenas 20 milhões de cibernautas.

 

A explosiva revolta do Egipto, será  sem dúvida intensificada, com este bloqueio às comunicações por internet e telefone, decretado pelo Governo de Hosni Mubarak.  Para impedir a mobilização dos manifestantes, as autoridades egípcias ordenaram esta sexta-feira que os principais fornecedores de Internet do país cortassem as ligações . Para além disto, as redes de telemóvel também foram pelo menos parcialmente bloqueadas. O único servidor de internet em funcionamento no Egipto era o que servia a bolsa egípcia, mas também o site da bolsa acabou por ficar inacessível.

Esta é a primeira vez que um país faz um corte praticamente total da respectiva ligação à Internet – algo que é tecnicamente simples. Para isto, basta que os fornecedores de acesso à Internet deixem de fazer a ligação para o exterior.

 

O país da Cleópatra, há 30 anos governado por Hosni Mubarak (que tem sido um aliado dos Estados Unidos), começa a ceder à pobreza económica. O Egipto é hoje uma economia de bazar, que vive do turismo, e onde há pessoas a ganhar 1 euro por dia.

 

Mubarak não cede, o governo será remodelado. Mas as revoltas começam a tornar-se ameaçadoras, mais uma vez o perigo do fundamentalismo religioso tomar conta do Egipto não é de desprezar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:47


1 comentário

Sem imagem de perfil

De António Pereira de Carvalho a 30.01.2011 às 15:46

‎"O que faz andar o barco não é a vela enfunada, mas o vento que não se vê"
Platão
(427-347 a. C)

“A liberdade é um dos dons mais preciosos que o céu deu aos homens. Nada a iguala, nem os tesouros que a terra encerra no seu seio, nem os que o mar guarda nos seus abismos. Pela liberdade, tanto quanto pela honra, pode e deve aventurar-se a nossa vida”
Miguel de Cervantes Saavedra
(1547-1616)

“Não o prazer, não a glória, não o poder: a liberdade, unicamente a liberdade”
Fernando Pessoa


A LIBERDADE é como o ar. Não se vê, mas sem ele, ou se passa muito mal ou morre-se.

Por algum motivo Deus deu o livre arbítrio ao homem, como arma fundamental para a salvação da sua alma. Assim, tudo o que seja contrariar esse Direito Natural, é só uma questão de tempo. Lá caminha, de vitória em vitória, até à derrota final.

Quem não percebe isto, pouco sábio será.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.




Bloggers convidados

António Canavarro

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D




Links

Blogs e Jornais que sigo

  •