Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Pai é pai... e este é o meu!

por António Canavarro, em 14.02.18

pai.JPG

1| Falar de pessoas que nos são próximas, como sejam os nossos pais, é sempre difícil. Há um conjunto de factores, de proximidade e, também, psicológicos que tornam este exercício numa quase inutilidade. Mas, pai é pai!

Não querendo, todavia, tornar isto num exercício bacoco de snobismo - atitude pelo qual demonstro desdém – reconheço que nem todos os pais são iguais, nem todos tiveram as mesmas circunstâncias, mesmos que todos, enquanto Homens que foram, marcaram, de qualquer forma o devir dos seus descendentes.

Quando um pai, e falo do meu, teve o percurso de vida que teve, então estou com um problema sério e idêntico ao de muitos filhos que tiveram como eu “ um grande pai”. Estamos sempre na sombra. Somos sempre os filhos deste ou daquele. Esta deve ser mesmo a única coisa em que sou solidário com João Soares. Ou seja, as pessoas vêem-nos com um reflexo, e nunca por aquilo que somos. Se ele foi aquilo deve-se ao facto de ter tido um pai marcante!

2| Há coisa de uma década, mais ano menos ano, decidi começar a pintar. Porque o faço. Porque gosto, porque me faz bem – é uma lavagem pertinaz ao cérebro, e, sobretudo, me diferencio. Ou seja, não procuro com as minhas telas ser mais do que o filho de Pedro Canavarro, procurando através da arte a minha “outra” existência?

É provável que sim. Porém se não fosse ele, em tenra idade a levar-me visitar o que de belo existia no nosso país, e, até, fora de portas, uma alavanca para esta minha “libertação”? É claro que sim! E isto é ser um verdadeiro pai, pelo que lhe estou infinitamente agradecido!

 

3|Assim, e aos interessado, convido-vos a estarem, amanhã, no Museu Nacional de Arte Antiga, pelas 18 horas, no lançamento do livro / entrevista do historiador Yann Araújo: “Um diálogo do Pedro Canavarro – “A única coisa que fiz foi viver”, das Edições Cosmos!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:06

Namoros à portuguesa

por António Canavarro, em 14.02.18

 

Há muito tempo que aguardo o fim da geringonça. Há muito que espero qualquer coisa historicamente dramática como o assassinato de César. Como acontece que nem ela (que já foi actriz), nem ele (que tem uma intersindical para todo o serviço) estão para o apunhalarem, por aqui reina a bigamia, e a Europa ao que parece dá-se bem com estes namoros à portuguesa!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:46

Um rei sábio

por António Canavarro, em 09.02.18

 

“Fomos grandes, e agora somos pequenos. Ainda não nos podemos acostumar a ser pequenos, e no meio da nossa miséria ainda queremos ostentar um luxo que provoca o escárnio. Desenganemo-nos, não vivamos de ilusões; olhemos para a realidade, e seja este o nosso ponto de partida.”

Pedro V

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:02

Sem comentários

por António Canavarro, em 09.02.18

27540089_2326877037338433_2629946733621485166_n.jp

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:15

É preciso ter sentido de humor.

por António Canavarro, em 09.02.18

thumbs.web.sapo.io.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:46

D. Manuel, o nada clemente!

por António Canavarro, em 08.02.18

 

O Cardeal-patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente, aconselha a que, nos casos em que não possa ser declarada a nulidade do casamento anterior, deve ser proposto ao casal em situação irregular viver sem a prática de relações sexuais.

Estamos no século XXI, pelo que este posicionamento parece-me altamente retrógrado. A não ser que com este "conselho" - pois é só um conselho - seja uma espécie de estratagema para a Igreja ganhar uns cobres - que deverão ser muitos - com a anulação dos casamentos.

Seja como for, e da minha parte, só lamento que ele seja pouco clemente!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:48
editado por Maria Teixeira Alves a 10/2/18 às 00:46

Much ado about nothing

por António Canavarro, em 02.02.18

 

O caso Mário Centeno foi arquivado. Não havia outra solução. 

Que vantagem indevida poderia surgir da oferta de dois bilhetes de futebol? Creio que nenhuma, e dai o seu arquivamento, mesmo que Centeno tivesse feito melhor ao país, e à imagem desgastada dos políticos, se comprasse o bilhete ou visse a bola na TV.

Foi muito barulho para nada!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:44

Da memória ou do tempo que foge

por António Canavarro, em 31.01.18

 

O facto de trabalhar numa casa-museu obriga a que olhe o passado de forma diferente do comum dos mortais. Não tanto no sentido de ter que viver "entre fantasmas", porque também existem, mas porque se não tivermos uma consciência dos tempos pretéritos, sejam perfeitos ou imperfeitos, não vivemos o presente e condenamos o futuro!

Estas são verdades que me parecem inegáveis e que Virgílio Ferreira soube captar bem:

“Guarda o passado, se não tens já futuro. Porque se também o perderes, o presente que te restar é o da pia, que não tem tempo algum"!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:18

Dura lex...

por António Canavarro, em 30.01.18

 

Com tantos casos de justiça (Bruno de Carvalho acusado disto, Luís Filipe Vieira daquilo, furto de cheques dirigidos a beneficiários da Segurança Social, acusação a dois secretários de Estado (do último Governo de José Sócrates) do crime de peculato, etc. etc.) é caso para dizer que a única coisa que nos salva é justiça, até quando os próprios estão debaixo da sua mira!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:03

A propósito da arte e de Paul Cézanne

por António Canavarro, em 27.01.18

  "O que tento traduzir-vos é mais misterioso, incrusta-se nas próprias raízes do Ser,

na fonte impalpável das sensações"

J. Gasquet, "Cézanne"

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:47



Bloggers convidados

António Canavarro

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D




Links

Blogs e Jornais que sigo

  •