Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Das opiniões a Murphy. Um retrato da calamidade

por António Canavarro, em 19.06.17

opiniao1-960x539.jpg

Imagem encontrada aqui

A propósito do que se tem escrito sobre o incêndio de Pedrogão Grande, e sobretudo o número abismal de vitimas - se não fossem as mortes não seria "mais um outro incêndio" a lamentar - recordo a leitura de uma obra de Roberto Calasso, ensaísta e ficcionista florentino, que em “Os quarenta e nove degraus” (Livros Cotovia, 1996), escrevia sobre a opinião.

Dizia ele:“a história da opinião é a história mais obscura. Não há nada mais óbvio do que a opinião”. “Os vastos pastos da opinião são o orgulho da civilização” e (sobretudo) “porque a opinião é acima de tudo um poder formal, um virtuosismo que aumenta constantemente, que ataca todos os materiais”.

O maior detractor da opinião foi o vianense Karl Kraus [1874-1936], para quem “a opinião pode falar de tudo, mas não pode dizer tudo.”

Num estado como o nosso, em que a liberdade de expressão passou, pelo menos legalmente, a estar garantida, as opiniões elas valem o que valem. Kraus dizia mesmo que “as boas opiniões não têm valor. Depende de quem as tem.” E, de facto, o elitismo opinador é uma realidade incontornável, uma profissão! E o pior é que eles, tal como os operários, tem que assinar o ponto, nem que seja para “encherem chouriços”!

A calamidade do passado fim-de-semana, que teve o condão de unir os portugueses - somo excelentes a celebrar e a chorar em uníssono - foi sobretudo um dia de muito azar. Um dia em que as circunstancias, ambientais e outras, fazem-me recordar a célebre Lei de Murphy: "qualquer coisa que possa ocorrer mal, ocorrerá mal, no pior momento possível”! E foi o que precisamente aconteceu!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:40




Bloggers convidados

António Canavarro

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Links

Blogs e Jornais que sigo

  •