Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




 

Como é que um país que tem noites mais longas que as nossas, muito menos sol e calor que nós são muito mais felizes que os portugueses? Esta questão é das mais importantes da actualidade e deve levar à introspecção e ao debate público. Chama-se hygge (pronuncia-se huga), e é considerado o segredo dinamarquês para a felicidade. Mas o que é isso de hygge? São coisas simples por exemplo, beber um chá quente em frente à lareira. Mas pode ser uma reunião de famílias e amigos, um jantar à luz das velas ou tempo para ler um bom livro. “Procuramos ser amáveis connosco e com os outros”, dizem os dinamarqueses.

Meik Wiking, dinamarquês, 38 anos, CEO do Happiness Reasearch Institute, disse à revista Visão que hygge "é a arte de criar uma atmosfera simpática, seja onde for. Envolve, geralmente, companhia, silêncio, lareira... Aqui há tempos tinha ido com amigos fazer escalada; no regresso, preparámos o momento, acendendo o lume e preparando uma bebida quente". 

Atmosfera simpática. Centremos-nos nessa frase porque ela explica tudo. 

Portugal, que tem uma situação geográfica única, à beira mar, com uma luz fabulosa, com verde no norte e prados de trigo no sul, que tem autênticos paraísos de férias a preços acessíveis, está entre os países com mais casos de depressão. Segundo uma notícia do Correio da Manhã há 578 mil portugueses que sofrem de depressão e 502 mil que enfrentam problemas de ansiedade. Noutra notícia, do Expresso, lê-se "Portugal é dos países onde a depressão assume maior gravidade”.

O que se passa é que Portugal é um país com uma atmosfera humana difícil. Ao contrário dos dinamarqueses, os portugueses só estão bem a criar atmosferas hostis uns aos outros. Ambientes de inveja, competição desenfreada sem escrúpulos (os portugueses fazem de tudo um derby, transportam o Benfica-Sporting para todas as circunstâncias), são pouco virados genuinamente para os outros, pouco altruístas. Talvez por insegurança, agarram-se a soberbas e vaidades, criam estigmas e rótulos que condicionam a liberdade de expansão de todas as potencialidades individuais; estragam o futuro uns dos outros sem qualquer hesitação; roubam méritos e usurpam vantagens sem olhar a meios, ajustam contas e vingam-se em pequenas coisas. Por isso os portugueses têm de ser tímidos por força das circunstâncias, pois qualquer brilhozinho atrai logo as invejas, ou admirações bacocas e efémeras, e põe as pessoas à mercê dos maiores ódios coletivos. Aqui arregimentam-se facilmente aliados contra bodes expiatórios.

De que nos serve o óptimo ambiente natural e o ambiente humano é tão agreste?  

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:02

Bons sons #2

por António Canavarro, em 01.09.17

Este som fresco, que vem do nosso antípoda, é a prova que Lorde, o nome artístico da neozelandesa Ella Yelich-O'Connor, não é fruto do acaso. É uma menina que irá dar muito prazer em quem gosta de música! 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:41

A culpa é do Harvey, deixem o Centeno em paz!

por António Canavarro, em 01.09.17

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:17



Bloggers convidados

António Canavarro

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Links

Blogs e Jornais que sigo

  •