Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Questões de carácter

por António Canavarro, em 30.11.15

loool.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:56

Lido no Facebook (começaram as gaffes do novo PM)

por Maria Teixeira Alves, em 30.11.15

“A Turquia é um velho e estratégico aliado de Portugal, nosso parceiro como membro fundador da NATO, em 1959 (...)"- António Costa, em declarações ao Conselho Europeu, pela primeira vez como primeiro-ministro.

1-A NATO foi fundada em 1949, não 1959.
2-A Turquia não foi membro fundador da NATO.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:47

Ao rever um filme do 007 daqueles que fazem jus ao estilo, o Amanhã Nunca Morre, com Pierce Brosnan, há um guru dos media (o mau da fita) que diz uma coisa muito interessante. "Quando eu tinha 16 anos trabalhei num jornal em Hong Kong. Era um pasquim, mas o director ensinou-me uma coisa muito importante. A chave para uma grande história, não é o onde, nem o quê, nem quando, mas o porquê".

Interessante ideia esta que o mais importante, e aquilo que verdadeiramente interessa, é o porquê. O porquê é a chave do mundo

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:48

Vou pedir amizade...

por António Canavarro, em 26.11.15

coltura.jpg

 Com uma Secretária de Estado da Cultura assim vamos longe... se vamos!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:23

Terrorismos

por António Canavarro, em 26.11.15

 

Acabei de ler, "Assassinos sanguinários que se melindram facilmente", ou seja, a última crónica de Ricardo Araújo Pereira para a Visão. Está bem escrita. E, para variar, concordo com ele! Eu também gosto de viver "(...)num mundo em que temos a liberdade de nos ofendermos uns aos outros!" 

É terrível pensar que neste Velho Continente, que "Deu mundos ao Mundo", estejamos reféns da intransigência religiosa dos outros!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:55

Quatro décadas de democracia

por António Canavarro, em 25.11.15

Tinha 9 anos, mas já tinha memória. Portanto, aqui vai, passadas quatro décadas, o meu agradecimento aos militares que possibilitaram a (verdadeira) democracia em Portugal.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:58

 

ACosta-CavacoSilva.jpg

Aí está o Governo que sai do sonho de António Costa. O xeque-mate resultou. Estava escrito nas estrelas. 

A esquerda está desnorteada. Já só lhe resta Cavaco Silva para exercitar o seu natural papel de oposição. Mas mesmo isso vai acabar em Janeiro. E depois, em quem vai bater o PCP e o Bloco de Esquerda? No Carlos Costa? No futuro presidente? Na oposição?

Vamos ao Governo de Costa, que é um verdadeiro jogador de xadrez na política:

Há muitos ex-governantes de Sócrates (o primeiro-ministro incluído): Augusto Santos Silva, Vieira da Silva, Capoulas Santos e Pedro Marques.

Nota-se uma preocupação com as minorias na composição do elenco governativo.

Há quatro mulheres. 

Há muitos académicos, muitos amigos de António Costa, e muitos políticos. 

Na Justiça? Temos a representante da melhor família de Angola: Uma eficiente procuradora há mais de 30 anos, que ocupou nos últimos oito anos um dos cargos mais importantes do Ministério Público, como procuradora-geral distrital de Lisboa, responsável pelo maior dos quatro distritos judiciais do país. Foi pioneira ao criar um site onde se reporta diariamente a actividade do Ministério Público. 

Próxima de José Eduardo dos Santos.

Para as Finanças? O Centeno, claro. Mário Centeno leva consigo Ricardo Felix Mourinho.

Para a Economia? Manuel Caldeira Cabral, claro. Um parente do Dom Duarte no Governo socialista. Economista e académico da Universidade do Minho. Era próximo de António José Seguro.

Estes dois economistas eram mais do que esperados, pois são considerados os melhores quadros na esfera do PS.

Para os Negócios Estrangeiros? O "amigo" do Sérgio Figueiredo (chamou-lhe uma vez num artigo “O ayatollah de Barcarena”): Augusto Santos Silva (ainda acabarão amigos e aos abraços). A pasta de Santos Silva ganhou importância pois os Assuntos Europeus ficam no Ministério dos Negócios Estrangeiros. O tema Europa passa para as mãos dos Negócios Estrangeiros, o que parece ser um sinal de desvalorização dos assuntos europeus. Margarida Marques será secretária de Estado dos Assuntos Europeus.

O Mar fica com Ana Paula Vitorino (a "amiga" - espero que se perceba a ironia - de Armando Vara). A ex-senhora dos transportes passa a governar sobre os mares.

De entre as amigas do Primeiro Ministro, constam a Constança Urbano de Sousa que será ministra da Administração Interna e Maria Manuel Leitão Marques que terá a tutela da Presidência e da Modernização Administrativa - levando consigo como secretária de Estado, Graça Fonseca. Ambas são colaboradoras de sempre de António Costa.

Eduardo Cabrita fica como ministro adjunto e é a primeira vez que é Governo. Grande amigo de Vitalino Canas.

Eduardo Cabrita é casado com a ministra Ana Paula Vitorino.

A Defesa foi entregue a Azeredo Lopes, que liderou a Entidade Reguladora para a Comunicação Social. Foi porta-voz da candidatura de Rui Moreira à autarquia do Porto. Será agora o sucessor de Aguiar-Branco na Defesa. 

Miguel Prata Roque secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros e Mariana Vieira da Silva (filha do ministro com o mesmo nome) secretária de Estado Adjunta do primeiro-ministro.  

O jurista Miguel Prata Roque, apontado como secretário de estado da presidência do Conselho de Ministros, é o advogado de José Sócrates na providência cautelar interposta contra o CM e a CMTV em relação à publicação de notícias sobre a Operação Marquês.

António Costa jogou em quase todas as frentes. Reparem, pôs o advogado que assina o processo que proíbe o Correio da Manhã de publicar notícias sobre a Operação Marquês e ao mesmo tempo um ex-presidente da ERC vai para o Governo.

O Ministério do Planeamento e Infraestruturas, o ministério que mais caro costuma ser aos socialistas (keynesianos), vulgo Obras Públicas. Fica com Pedro Marques (não Lopes). 

Este economista, que foi secretário de Estado da Segurança Social entre 2005 e 2011, foi um dos responsáveis pela reforma da Segurança Social de 2007, quando o ministério era liderado por Vieira da Silva. 

O meramente político Carlos César será um “super” líder parlamentar.

Diz o Expresso que a ligação institucional entre o Palácio de São Bento e a residência oficial do primeiro-ministro caberá ao secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Pedro Nuno Santos (foi por pouco que não apanhámos com o outro... ufa...), também representa qualquer coisa, mas não me lembro bem o quê.

Vieira da Silva volta ao Trabalho e Segurança Social e Capoulas Santos volta à Agricultura.

O ministro da saúde Adalberto Campos Fernandes, ex-administrador do Hospital de Santa Maria, será ministro da Saúde (já confirmou!)

Há dois génios académicos no Governo de António Costa: Tiago Brandão Rodrigues, investigador bioquímico, ocupa a pasta da Educação e Manuel Heitor, professor catedrático do Técnico, antigo secretário de Estado de Mariano Gago, fica com a Inovação, Ciência e Ensino Superior. É a quota dos oficialmente inteligentes.

O Ambiente (renomeado Ministério do Ambiente e Mobilidade) será entregue a João Matos Fernandes, que ocupava até aqui a presidência das Águas do Porto. Isto não será incompatível? Este é o único gestor do Governo.

E a cultura? Essa deram a João Soares, o filho do fundador do PS.

Este patchwork quase levava para o poder alguém de direita, ou um ex-banqueiro, só para que todas a forças de poder estejam representadas. Suspeito que António Costa ainda pensou nisso. Mas não se atreveu a tanto.

Latest news: António Costa acaba de integrar no seu executivo, uma secretária de estado cega: Ana Sofia Antunes. Muito bem.

São Bento já deve estar a preparar uma rampa para handicapé, como num célebre filme do Woody Allen onde o retrato de um homem perfeito era loiro, musculado, fazia ginástica todos os dias, com voz aveludada, e a sua casa perfeita à beira mar tinha uma rampa para cadeirinhas de roda.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:17

Governo de Costa

por Maria Teixeira Alves, em 24.11.15

Onde é que a gente põe o João Soares? Temos sempre a cultura.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:25

O peso da família

por António Canavarro, em 24.11.15

Só isto diz tudo. Felizmente que vai ser de curta duração (i hope so)

Ministro da Cultura: João Soares, finalmente o Governo

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:02

Chapéu!

por António Canavarro, em 24.11.15

Na história do semipresidencialismo em Portugal, Aníbal Cavaco Silva deu um baile aos seus antecessores. O Presidente deu-nos uma lição.

Podemos não gostar de António Costa, podemos não ser socialistas e, tampouco, gostar de deste governo à esquerda, que provavelmente terá os dias contados! No entanto, ao indigitar Costa, ele poupa-nos de males piores. Ou seja: Em pouco mais de um mês, ele tornou-se no melhor presidente do Portugal Democrático!

E por isso tiro-lhe o chapéu!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:02

Pág. 1/8




Bloggers convidados

António Canavarro

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D




Links

Blogs e Jornais que sigo

  •